Além do Gênero

Tag: equidade

Programa Pró-Equidade de Gênero.

Notícia publicada dia 12/03/2008:

“Imprensa Nacional adere ao Programa Pró-Equidade de Gênero.

O anúncio foi feito ontem pelo presidente da instituição durante as comemorações ao Dia Internacional da Mulher.

A Imprensa Nacional (IN) anunciou ontem (11/03) a adesão ao Programa Pró-Eqüidade de Gênero, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR). O diretor-geral, Fernando Tolentino, entregou à ministra da SPM, Nilcéa Freire, o termo de adesão ao programa, durante o seminário “A Mulher no Serviço Público”, promovido pela instituição, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher e como parte das celebrações do bicentenário da Imprensa Nacional.“Muito embora pareça um benefício para as mulheres, o Pró-Eqüidade de Gênero muda a dinâmica de relacionamento entre homens e mulheres no ambiente de trabalho. O programa agrega valor à empresa”, destacou a ministra Nilcéa Freire, durante sua participação do seminário. Além da ministra, participaram do evento a deputada federal e líder da Bancada Feminina na Câmara dos Deputados, Sandra Rosado e a professora da Escola Nacional de Administração Pública, Tânia Fontenele. Na ocasião, o diretor-geral da IN também anunciou a criação imediata do Comitê Pró-Eqüidade de Gênero, grupo composto por homens e mulheres, para iniciar as discussões sobre o programa.

Nilcéa apresentou o II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (II PNPM) aos servidores da Imprensa Nacional. Ela destacou a necessidade de políticas públicas para a promoção da igualdade entre homens e mulheres na sociedade. “Hoje temos mais de 40% de mulheres chefiando suas famílias. Deste universo, 90% delas chefiam suas casas sozinhas”. A ministra lembrou, ainda, que atualmente homens e mulheres são responsáveis pela produção de bens e serviços para o mercado. Portanto, segundo ela, a responsabilidade de cuidar da casa deve ser de ambos, e o Estado, assim como as empresas, devem oferecer oportunidades iguais para homens e mulheres.

Nilcéa explicou que o Programa Pró-Eqüidade de Gênero lançado em 2005, inicialmente, destinou-se exclusivamente às empresas públicas. Já a sua segunda edição 2006/2007 atende não só as empresa públicas, mas também às da iniciativa privada. Ela lembrou que o programa é uma das 394 ações do II PNPM.”

Na íntegra: Presidencia.gov.br

Anúncios

Não aos estereótipos!

dontstereotypeme.jpg